15/07/2008

E quando..?

E quando esquecemos como é que a voz dele soa junto ao nosso ouvido?

E quando o cheiro dele já desapareceu da nossa roupa?

E quando já não ansiamos para que ele nos telefone?

E quando passamos a acreditar que ele já não 'aquece nem arrefece'?

E quando passamos um dia inteiro sem pensar no que ele estará a fazer e com quem?

E quando, apesar de tudo isto, corremos para o computador só para olhar para a foto dele? E quando, apesar de tudo isto, sentimos um pequeno aperto no peito quando vemos a janelinha com o nome dele subir no Messenger? E quando, apesar de tudo isto, falamos com ele e desejamos secretamente que ele diga que ainda pensa em nós?

É nessa altura que erguemos a cabeça, olhamos em frente, e esquecemos o que ele foi para nós? É nessa altura? É nessa altura que olhamos para o futuro, mesmo que não sejamos capazes de apagar o número dele do telemóvel? Ou há qualquer outra fase?

9 comentários:

Bombocaa disse...

Deve ser...mas eu costumo apagar antes
:)
kissinho

Requiem disse...

Não sei...quando descobrires avisa-me.

Victor Cardoso disse...

Em primeiro lugar,se essas perguntas ainda transpiram no nosso pensar, nada foi ultrapassado e tudo se mantém como antes. Por mais que tentemos negar.
Depois, creio que há sempre outra fase...a da maturação e ponderação, onde o que era grande afinal não era tão grande assim,para o bem e para o mal.
A fase onde o perdão fica logo ali, mas que o orgulho impede.
Mesmo que numa relação o retorno seja impossível, o tempo encarregar-se-á de apagar o mal que a cabeça mostra, e guardar no coração o bem que nós escondemos.

Fernando Pessoa disse...

também tenho pena de ainda não ter descoberto a solução para isso.

:S

Cristina disse...

Bombocaa, mesmo que apague: sei sempre o número de cor :)

Requiem, mando-te uma sms ;)

Victor, às vezes penso que temos gavetinhas no coração que vamos abrindo e espreitando de vez em quando. E é nessas alturas que a saudade se mostra :)

Fernando Pessoa, quando tiver mais umas pistas, aviso :)

Beijos

NI disse...

Minha querida, nesta fase não te posso ajudar.

:-)

Beijos

O pensador disse...

É nesta fase que descobres que já não consegues vê-lo como amante mas ainda assim não consegues deixar de o ver como um amigo importante.

Bjs

Cristina disse...

Ni, já passou! :)

Pensador, é mais ou menos isso, sim! :)

Beijo beijo

Djinn disse...

Sim...quando descobrires..avisa