26/07/2008

Zapping

Um zapping inconsequente, sem sentido, nem objectivo... um zapping só “porque sim”. As imagens passam-lhe em frente dos olhos sem que ela sequer repare nelas. Está a olhar para o ecrã sem o ver.

Um zapping por entre filmes, tragédias, futebol e enredos de novela... num gesto impensado... só a carregar na tecla >> do comando.

Não vê, nem ouve nada. Só carrega na tecla daquele aparelho que tem na mão. Como se a sua felicidade dependesse daquele gesto. Como se ela própria conseguisse andar em frente e mudar como os canais de televisão. O zapping dá-lhe um objectivo: chegar ao fim. Qual fim? Não interessa. Só quer chegar ao fim.

Pudera ela ter um comando na vida. Um “fast forward” em algumas cenas, um gesto que podia silenciar outras. Podia seleccionar o que gostaria, gravar ou simplesmente desligar a televisão... a vida... a sua vida. E que jeito lhe daria um “off” completo. Aquele zapping dá-lhe poder. Pode escolher. Mas agora não lhe apetece escolher. Só continuar a carregar no botão >>

Carrega sempre no mesmo botão. Às escuras, sentada no sofá, com as lágrimas a correrem pela face, e com o som da televisão desligado... agora só o zapping faz sentido.

10 comentários:

Francisco disse...

"Agora só o zapping faz sentido" e assim te vais eternizando, por entre vislumbres e ânsias. Juro pelas horas que atravessam estas paredes de névoa, que voltarei a subir ao cume do efémero e de lá cairei nos teus braços, para que me prendas e abandones de seguida.
Por agora, desligo-me de mim, dou-me ao premir urgente do botão que leva a ti. E assim te vais eternizando.

O pensador disse...

Estás a ver uma retroespectiva da tua vida.
Cristina, o zapping poderá levar-te apenas ao fim deste filme, mas quando o mesmo chegar, olharás em volta e verás que para além do fim almejado...a vida continua...

- The show must go on.

:-)

Cristina disse...

Foi só qualquer coisa que me ocorreu, Pensador... sinceramente, nem se coaduna com aquilo que sinto agora :)

Beijo beijo

DALAPA disse...

Passei só para dizer olá!!!

xi

Cristina disse...

Olá, então :)

Beijo

O Profeta disse...

Majestosa e altivamente submissa
Uma árvore curva-se à lagoa
Encontrei um arco-íris perdido na terra
Este canto não pára até que a alma doa


Convido-te a olhar os sentires que emanam do altar do Sol


Boa semana


Mágico beijo

Cristina disse...

Francisco, conheces a minha manifesta incapacidade de lidar com o teu comentário. Fiz a minha escolha: publiquei-o. Só espero, ardentemente, que gostem tanto dele como eu gostei.

Um beijo!

Nuno disse...

Olá Cristina. As minhas férias levaram-me para longe deste mundo que é a Internet. Não sei se notaste a minha ausência... Mas voltei e já sei que tenho muito que ler. Espero que estejas bem.

Um beijinho,
Nuno.

Cristina disse...

Oi Nuno, claro que já tinha dado pela tua falta. Até pensei que te tivesses zangado comigo. Mas se a razão pelo afastamento foram as férias... então, foi uma boa razão! :)

Beijo

Nuno disse...

Zangado contigo?! Por que motivo?! :)

Um beijinho grande,
Nuno.