21/01/2009

A tua ausência

Acordei sem ti ao meu lado. Lembrei dos dias (e das manhãs) em que me acordavas com um beijo.

Tive saudades.

Acordei e, com um gesto impensado, procurei-te, mas tu não estavas. Nunca senti tanta falta de alguém como hoje. Senti a falta do teu calor ao lado do meu. Nada mais simples.

Tive saudades.

Quando acordei, esta manhã, lembrei-me que havia sonhado contigo. Talvez, por isso, tivesse sentido tanto (ou mais ainda) a tua ausência.

4 comentários:

SmS disse...

sentido a ausencia..e cócegas...

:)

Cristina disse...

Sem cócegas, agora... só saudade :)

LoiS disse...

Detesto a saudade, por isso, compenso-a com ocupação. Não sei se te ajudei mas tenho algumas artimanhas que fui apurando ao longo dos anos!

Não me apetece dizer nada insensível, afinal, carregas aí na sensibilidade.

Cristina disse...

Sou uma romântica, LoiS :)

Daquelas que até mete mete nervoso miudinho... evito ser lamechas, mas reconheço que sou romântica. Uma seca, é o que é :)